Release
1

Tadeu Mathias

Tadeu Mathias nasceu em Campina Grande em 1959, aos cinco anos tocou violão pela primeira vez e nunca mais parou.Ainda em Campina aos 14 anos fez algumas peças de teatro e aos 16 atuou no grupo folclórico da cidade, o grupo participou do tradicional “festival de violeiros” com sua memoravel representação de “Zé Limeira – O Poeta do absurdo” com reconhecimento de todos os cantadores.
Mudou-se para João pessoa 1978 onde se tornou cantor e compositor profissional quando fez o show “Baião de 2″ em parceria com a recém chegada de sua primeira incursão pelo Rio de Janeiro, Elba Ramalho que encontrou em Tadeu (então com 18 anos) o parceiro ideal para fazer o show.
Fez também o show “Falando música” em parceria com o compositor Ivan Santose, o percussionista Firmino que os levaria ao brasil em vôos mais altos.
A voz de Tadeu foi sempre seu maior cartão de visitas e ele sempre se destacou como ótimo cantor, sendo reconhecido por importantes nomes da MPB nacional como Caetano Veloso, Marina Lima, Alceu Valença, Djavan, Lenine, Geraldo Azevedo, Emilio Santiago, a própria Elba e a grande maioria das pessoas que tiveram oportunidade de ouví-lo.
Tadeu lançou cinco discos em sua carreira que foram “Geraluz” em 1981, “Zuada de boca” em 1983,”Sentimento e blues” em 1985, em 1987 foi a vez de “Vida real” e “É prá contagiar”, esse de 1995. Também participou de vários projetos de outros autores como: Lenine e Lula Queiroga no projeto “Baque Solto”, Elza Maria em seu primeiro disco solo, Projeto “Asas da América” do compositor pernambucano Carlos Fernando, projeto “Novo Canto”, Cd das novelas “De quina prá lua” e “Deus nos Acuda” Rede Globo de Televisão (onde compôs a música homônima), além de compor, produzir ou simplesmente interpretar Jingles em várias campanhas Brasil afora.
Criou músicas para teatro compondo as 14 canções do musical “Os Duelistas”, com Mario Frias e André Segatti, direção de Jorge Fernando, em 2002.
Criou e produziu a trilha sonora da peça “Dê Uma Chance ao Amor” de Heloisa Perissé, com Mario Frias e Nívea Stelman.
Trabalhou como ator/cantor na opereta “Os Meus Balões” em 2002, de Karem Acyole.
Sobre canção de sua autoria, a atriz Claudia Raia dançou um “Pas de Deux” no espetáculo “Não Fuja da Raia”.
Depois de 9 anos estudando canto e técnica vocal com a renomada profª Maria Helena Bezzi e com a atual coordenadora do curso de canto do Conservatório brasileiro de Música do Rio de Janeiro Patrícia Peres, tem-se dedicado ao ensino do canto dando aulas e fazendo preparação vocal de vários artistas como: Tânia Mara (participou de gravação de cd e dvd), Elba Ramalho, Geraldo Azevedo, Mario Frias, Nívea Stelman, Roger Gobeth, Juliana Silveira, Paola Oliveira, Marco Mena do LSJack, Rafael Almeida, Zé Henrique do “Yahoo”, além de vários cantores iniciantes que atende de em domicilio ou no seu “Espaço Musical” em Copacabana, Rio; também no Conservatório Brasileiro de Musica onde deu aulas de 2002 até meados de 2009; na escola IATEC, na Barra da Tijuca ou ainda em igrejas que o contratam para preparar as vozes dos seus grupos de louvor.
Ministrou workshop sobre sua técnica vocal na renomada livraria FNAC, filial do Rio de Janeiro/Barra da Tijuca com lotação esgotada, na 1ª Igreja Congregacional e na 1ªIgreja Batista em Leandro Itaguaí/RJ, no FENART 2010 ministrou seminário semanal de técnica vocal para o canto popular, entre outros.

Deixe uma resposta

2014 JamSession © All rights reserved.